Ô, ABRE ALAS...

 

 

No início do século passado, sob forte influência da cultura parisiense que determinava os parâmetros de moda e comportamento da época, sugiram os primeiros grandes bailes da cidade.

Através desses bailes também começaram a ser comuns passeios pelas ruas, onde as pessoas exibiam suas fantasias espalhafatosas lembrando o antigo carnaval romano.

A população foi contagiada por toda aquela alegria e descontração, chamando a todos a participar daquela grande festa aberta. Assim, foram surgindo encontros que envolviam tanto negros libertos quanto comerciantes portugueses, agregando instrumentos musicais e criativas fantasias. As pessoas se reunião em:

Entrudo

Congadas

Cucumbis

 Outros

 

Nascia assim uma grande festa espontânea e democrática que transformava a Cidade do Rio de Janeiro em um palco repleto de cores, música, sorrisos e brincadeiras. Nascia a folia!

A essência do carnaval carioca é a mistura: o encontro da burguesia com a população humilde, a miscigenação cultural, o compartilhamento de diversão. Uma festa para todos.

A primeira escola de samba da cidade do Rio de Janeiro e de todo o Brasil, foi a Deixa Falar. Os ensaios eram realizados na Rua Estácio, região central da cidade, onde encontrava-se uma famosa Escola Normal. Deixa Falar localizava-se ao lado da escola e por isso passou a ser chamada de "Escola de Samba".

Com o sucesso da Deixa Falar, outras agremiações foram formadas:

Cada Ano sai Melhor

Estação Primeira (Mangueira)

Vai Como Pode (Portela)

Vizinha Faladeira

Para o Ano sai Melhor

O objetivo dos desfiles não era a competitividade, mas agregar e diversificar os adeptos dessa nova forma de diversão.

 

Com toda essa diversidade e com o passar dos anos, não é à toa que o carnaval é considerado mundialmente como...

 

O MELHOR SHOW DA TERRA!

© 2019 Riotur Carnaval Rio 2020

  • Insta
  • Face
  • Twit